Consciencialização do Ser

A Humanidade tem sede de mudança. Se fizermos todos o processo individualmente, em consciência, e a nível grupal, será mais fácil estarmos preparados para as mudanças que são necessárias e urgentes.

É essencial acordar e acordar em consciência. Estar alerta, escutando a nossa intuição para seguir o caminho do coração, sem egos, sem mascaras nem armadilhas, porque na verdade a humanidade anseia apenas e simplesmente pela felicidade. Mas, para isso, é importante começar na prática, reconhecer o valor das pequenas/grandes coisas. Isto é, agradecermos todos os dias por estarmos vivos. Agradecer por termos oportunidade de fazermos qualquer coisa, inicialmente por nós, de seguida pelos outros. Agradecermos por termos saúde e abençoarmos o dia. Na verdade, passamos a vida a correr de um lado para o outro, sem nos conectarmos com o que é mais importante – A nossa fonte divina. Quem verdadeiramente somos, deixarmos de ser fragmentados para sermos verdadeiramente inteiros.

Sentirmo-nos, olharmo-nos ao espelho, olharmo-nos na alma, verdadeiramente reconhecendo-nos no nosso âmago. Traçar um trajecto com objectividade, centramento e focalização, havendo sempre um auto questionamento simples. Sem isso, naturalmente, que surgem frustrações, a ilusão de que um dia seremos felizes. Quando a felicidade reside na simplicidade da gratidão, no reconhecimento do quão tão corajosos e fortes somos, por termos chegado até aqui!

A proposta é, então, felicitarmo-nos, todos os dias, pelas grandes vitórias, e olharmos para os fracassos com carinho, porque foram provas menos fáceis, necessárias para a aprendizagem nesta linda jornada que é a nossa vida.

O mais importante neste processo é a aceitação, o perdão, o agradecimento, o reconhecimento e o sorriso. Esse sorriso, da nossa criança interior, sincero e simples, que há muito deixámos para trás, o que nem sempre nos ajuda, enquanto seres adultos, a elevar o nosso ser. Porém, sem dúvida, foi o melhor que soubemos fazer em consciência, até agora, a cada momento.

É fazer sobressair a nossa coragem e determinação que nos vai fortalecer dia após dia e criar maior auto estima na acção, nessa acção coerente, sensata, humilde e amorosa. Verificando o nosso eixo da alma passo a passo, epara onde vamos e o que estamos a prosseguir, nessa auto análise constante.

A consciencialização do ser visa uma observação directa, no aqui e agora, do individuo, enquanto microcosmos dentro do macrocosmos, e na sua auto responsabilização de tudo o que pode advir através de cada gesto, cada palavra, cada pensamento, sendo-se proactivo e não reactivo. Sabendo que irá influenciar o macrocosmos no próprio inconsciente colectivo da humanidade.

Se cada um despertar para a sua própria consciência e juntarmos esforços para que haja mudança de consciência colectiva haverá maior fluidez e rapidez no processo. Se agirmos de acordo com a vontade intrínseca da alma, largando definitivamente o que não é mais necessário, caminharemos no sentido desejado, em comunhão com todos.

Dar o melhor que somos aos outros é dar o melhor que somos a nós próprios e essa deveria, sem dúvida, ser a nossa prioridade, porque ao faze-lo estamos a relembrar os valores, que foram a pouco e pouco esquecidos, e que, inevitavelmente, terão de ser experienciados internamente. Para serem exaltados e delegados, com verdadeira confiança, às nossas crianças e às gerações futuras – o sentido da integridade, da responsabilidade, com flexibilidade e mestria.

Só nos resta dar as mãos e em conjunto trabalharmos, como uma grande equipa que sabe que só merece o melhor. E que só quer dar o seu melhor.

Então ao trabalho! Vamos a isso! Nós somos capazes!

Ao aceitarmos e assumirmos o que somos na nossa inteireza do ser, quer nos fracassos quer nas vitórias, em conjunto aceleraremos o processo. Porque é na partilha que se cresce com maior impacto e alegria.

Daí nasce um sentimento de pertença da própria humanidade. Onde a compaixão, que é tão esperada, poderá crescer em larga escala. Com sentimento de liberdade, igualdade e fraternidade, nesta era de Ouro que tanto nos espera.

Escolhamos o AMOR!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *